O que é Mercosul?
Mercado Comum do Sul
História do Mercosul
ALCA
Fale Conosco
Mapa do Site









O que é MERCOSUL?
 
mundoCom o avanço nas relações internacionais, foram criadas alianças entre os países. Pactos políticos, econômicos e etc. Eles ajudam a melhorar a interação entre duas ou mais nações. Nas questões de mercado exterior, são fechados acordos a fim de que se reduza ou acabe com as taxas dos produtos negociados. Para isso, foram criados os blocos econômicos. Esses, permitem o livre comércio das mercadorias.
 
Os continentes possuem várias zonas de liberdade de mercado como: Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA) e o MERCOSUL ou MERCOSUR (em espanhol).

Ao final da Guerra Fria, com a queda dos dois grandes blocos econômicos, liderados por Estados Unidos e a União Soviética, houve estímulo para a criação de novas alianças no ramo da economia. Tal prática está ligada ao conceito de globalização. Os países começaram a importar e exportar mercadorias como: tecnologias mais avançadas, outros compram matérias primas e, assim, estabeleceram-se novos blocos.

O primeiro a ser criado foi na Europa, a Comunidade Econômica Europeia – CEE, em 1957. Ela antecedeu a atual União Europeia – UE.  Além dela, existem outros blocos que foram criados, tais como os já citados, NAFTA e MERCOSUL, a Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico – APEC, o Pacto Andino, a Comunidade dos Estados Independentes – CEI e a Comunidade da África Meridional Para o Desenvolvimento – SADC.

Na América do Sul, tem-se o Mercado Comum do Sul. É um dos blocos econômicos; porém, não envolve todos os países. Embora seja uma aliança do continente sul americano, ele envolve um país africano e um do Oriente Médio: o Egito e Israel. Eles participam do Tratado de Livre Comércio do MERCOSUL: Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, compõem o bloco. Alguns p
aíses entram como observadores e associados. A Venezuela está em processo de adesão ainda.

O bloco foi criado em 26 de março de 1991, quando os membros se reuniram e assinaram o Tratado de Assunção, no Paraguai. Todavia, tudo começou muito antes. Na década de 80, Brasil e Argentina já faziam acordos. A partir disso, iniciaram-se os alicerces para o estabelecer o Mercado Comum do Sul. Os antigos tratados feitos por brasileiros e argentinos foi assinado, na época, pelos líderes Raúl Alfonsín e José Sarney.

O MERCOSUL abriu vários caminhos, entre eles, o direito de ir e vir dos países membros. Constituiu-se uma área de livre residência com permissão, dentro da lei, ao trabalho. Esse benefício foi decidido na reunião da cúpula de Presidentes, em Brasília. O nome do acordo era: “Acordo Sobre Residência para Nacionais dos Estados Partes do MERCOSUL, Bolívia e Chile.

A Bolívia, o Chile, o Peru, a Colômbia e o Equador estão como os países associados – uma vez que fazem parte do Pacto Andino. O México está como um possível observador. Os integrantes aliados não possuem os mesmos direitos que os maiores: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Esses, têm o poder de votação das questões políticas, bem como a participação de reuniões, assinatura de tratados e etc. A Venezuela estava em processo de adesão no bloco econômico, o alcançou em 2004. Portanto, faz parte também do MERCOSUL.